Fashion Law

Afinal, o que é Direito da Moda?

O que é o Fashion Law?
A cada dia que se passa cresce o número de curiosos e interessados pelo tema.
Mas, então, sobre o que se trata?
Sustentabilidade, novos processos de produção, inclusão social, registro de marcas, cópias, falsificação, combate ao trabalho escravo nas fábricas têxteis e projetos de reutilização de materiais são alguns dos assuntos abordados no Direito da Moda.

Moda e Direito existem desde sempre e caminham juntos há milhares de anos. Já foi a época em que as pessoas tinham preconceito ao falar que estudavam MODA e escutavam coisas do tipo: “Você costura?”, “Você é modelo?”, “Você gosta de comprar roupas?”, “Você não vai ganhar dinheiro com isso”, e por aí vai…

A moda é o segundo maior setor que movimenta a economia no país, sem falar na quantidade de empregos que gera!

Processed with VSCO with c8 presetPh: Ju Foini (@jufoini) – Minas Trend Abril 2017.

Talvez até agora não esteja falando nenhuma novidade pra você que está lendo esse texto, mas por ser um ramo tão importante na economia do nosso país, a última coisa que podemos dizer é que é futilidade.

Quem estuda moda sabe da sua importância na sociedade como um todo, e como ela afeta tudo ao seu redor. Desde comportamento, até o Direito!

Hoje ainda vê-se poucos profissionais da área jurídica tendo conhecimento sobre o “Fashion Law”.

Não basta um profissional do direito apenas querer trabalhar com o ramo da moda sem saber tudo sobre a área. É preciso saber sobre design, sobre confecção, processo de produção, sobre negócio de moda, dia a dia dos profissionais e acima de tudo, estudar sobre o que você estará visando proteger.

flaunter-com-237609

Para se ter bons profissionais na área, a vivência do dia a dia na moda, além de estudos e especializações conta muito!

Hoje, existem pouquíssimas faculdades e escolas de moda que já tem uma disciplina sobre “Fashion Law”, e digo o mesmo aos cursos de direito existentes no Brasil.

Então, cabem aos educadores começarem a refletir que não basta apenas ensinar sobre o processo criativo aos futuros profissionais, mas também prepará-los para esse mercado com orientações aprofundadas de atuação e proteção dos seus trabalhos.

Fica aí um chamado para essa importante reflexão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *