• Fashionsumerism

    By my Hands Fashion

    Vocês já conhecem a marca de moda By My Hands? O nome surgiu de uma necessidade muito grande de fazer moda autoral pela designer e também Fashion Lawyer, Paty Barbosa, que se sentia entediada com a Indústria da Moda. E não há expressão mais autoral para dar identidade a uma marca do que a expressão em inglês, “By My Hands”, na tradução, “Feito pelas minas mãos”. A expressão foi escolhida em inglês em função de ser uma marca que fez o caminho inverso da ordem natural das coisas. Mas, como assim? A fundadora e estilista da marca, morou em algumas regiões do mundo, em específico o Oriente Médio e Sudeste…

  • Fashionsumerism

    Saiba sobre a relação entre Direito e Moda

    À primeira vista, parecem dois assuntos completamente divergentes: Moda & Direito. Mas, o que uma coisa tem a ver com a outra? O “Fashion Law”, ou na tradução literal, Direito da Moda é a área do direito à envolver de modo amplo o Designer e a criação dos estilistas, incluindo absolutamente tudo que envolva o vestuário e objetos correlatos, tendo como destaque principal o universo da Moda. Apesar de pouco conhecido, ainda, no Brasil, nos EUA e Europa o Fashion Law é bastante atuante. Na verdade, trata-se de uma área jurídica que engloba o Direito autoral e o do consumidor; o concorrencial e o trabalhista; o digital e o tributário…

  • Fashionsumerism

    Sweatshops: Antes do Glamour, vem o suor

    Adotadas por inúmeras marcas de roupas Ocidentais que comercializam no formato de departamentos, as sweatshops, ou na tradução literal, lojas de suor, são facções ou fábricas, onde os trabalhadores manuais são empregados com salários extremamente baixos por longas horas sob condições precárias e muitos riscos para a saúde. Ou seja, sem dignidade, segurança e direitos trabalhistas resguardados. A tragédia do Edifício Rana Plaza, em Bangladesh (polo de exploração de mão de obra da indústria têxtil ocidental) no ano de 2013, demonstrou o completo descaso da Moda Ocidental com os trabalhadores das sweatshops, principalmente no Oriente. Um edifício, já condenado, que continha inúmeras facções da Indústria da Moda Ocidental desabou matando…

  • Fashionsumerism

    Indústria 4.0: A Revolução Tecnológica na Moda

    Sendo a moda um espelho da sociedade, não há como ignorar a fusão entre a mesma e a tecnologia, em tempos de futurismo e de novas necessidades consumeristas. E com tanta novidade surgindo de forma muito acelerada, surge uma nova expressão no mercado que tem gerado controvérsias: A Indústria 4.0. Trata-se de uma Quarta Revolução Industrial que facilita a execução de coisas através de “Fábricas Inteligentes”, ou seja, trata-se da informatização e robotização da manufatura. Mas, como a Indústria da Moda tem se expressado sobre o futuro? As Impressões 3D, sketches feitos por robôs, tecidos que se ajustam conforme temperatura e movimento do corpo, informatização de modelagens e outras formas…

  • Fashionsumerism

    Sustentabilidade está na Moda

    Afinal, por que se ouve tanto sobre sustentabilidade nos últimos tempos? Com o acelerado processo de produção do mercado, a sustentabilidade tem se tornado palavra de ordem em todos os setores. Antes de começar a reposta pela indagação, vamos à etimologia da palavra: Sustentabilidade vem do latim auxilium. Ou seja, andar de mãos dadas, ou sob a ótica holística, união. Ocorre que há um grande equívoco no que tange ao conceito. Ser sustentável, à primeira vista, remete primeiramente e fortemente à ideia de meio ambiente, o que é corretíssimo! Mas, o equívoco está na limitação do conceito somente à natureza. E como ficam os fatores políticos, sociais e econômicos envolvidos…

  • Fashionsumerism

    Economia Circular – Nova aposta na Indústria da Moda

    Algumas expressões não saem da boca de ativistas, designers, produtores e simpatizantes da Indústria da Moda atual, especialmente ligados à Moda Consciente e com Propósitos aliados à preocupação com as mazelas sócio – ambientais trazidas pela acelerada indústria, levando à construção de novas economias, como a economia circular. A Indústria da Moda foi avaliada recentemente em 3 trilhões de dólares, sendo só no Brasil, 200 bilhões de reais anuais, segundo o Sebrae, não restando dúvidas sobre a relevância da mesma, sendo considerada a segunda indústria que mais polui, perdendo somente para a indústria do petróleo. Com todo este crescimento, novos caminhos já estão sendo seguidos na preservação do meio ambiente…