Fashionsumerism

O Lowsumerism em épocas de COVID-19

Um vírus, produto da evolução natural, com características super desconhecidas pela ciência, tem mudado todas as formas de vida de nós, terráqueos nos últimos tempos.

Mas, não vim até aqui pra focar no que já podemos ver nas mídias escritas, televisionadas, redes sociais 24 horas por dia e 7 dias na semana. As notícias têm se propagado com vírus!

Num mundo acelerado, onde sequer olhamos no rosto das pessoas na rua ou verbalizamos um bom dia, quase que de forma irônica e avassaladora fomos de forma compulsória direcionados a sentir a dor do outro. Estamos e precisamos voltar para nosso interior, para o silêncio de nossos corações. Uma mobilização planetária está acontecendo há cerca de um mês e com ela novos hábitos, afinal, estamos todos dentro de nossas casas e de forma lenta, cada um com sua evolução, pensado e repensado sobre tudo e a valorizando os pequenos, o simples e a vida. Abraçando fortemente ideologias de uma vida “Slow”.

Realmente hoje faz sentido o que Renato Russo desejou la trás: “Que o simples fosse visto como o mais importante”. Sinto que com tudo isso que estamos vivendo, nossas essências estão sendo resgatadas. Ou pelo menos estamos tendo a chance de auto resgate. Noutro giro, o “lento” do movimento slow não é pensado meramente como velocidade, conforme sua tradução literal. Mas, sim numa visão de mundo diferente, mais consciente, holístico e diverso.

Uma onda de consumo consciente está chegando com o vírus. É verdade! Estamos reflexivos face ao desconhecido. O medo está nos levando a ver tudo por outro ângulo. E o Planeta agradece imensamente. E essa forma de pensar se equipara ao Lowsumerism que traduzindo ao pé da letra, seria como consumir pouco. Mas o conceito é algo que vai muito além disso. Em português, o termo que combinaria melhor com essa ideia seria “consumo equilibrado”.

É justamente para questionar a nossa maneira de consumir que nasceu o lowsumerism. Um movimento que deve ser colocado em prática com urgência. O Planeta clama por um acordar!

Estamos consumindo menos, buscando alternativas e vivendo apenas com o necessário. “ O recado está sendo dado e está claro: o processo de autodestruição causado pelo consumismo só poderá ser freado por meio de um profundo despertar de consciência”.

Nossas pequenas atitudes podem gerar impactos enormes! Vamos dar as mãos e descortinar para uma nova forma de pensar e viver! Sejamos “lowsumers” e que COVID-19 nos abra a visão para um mundo de mais igualdade e amor! Dias melhores virão!

Referência: pontoeletronico e índios (canção de Legião Urbana)

Por: Paty Barbosa
Fashion Lawyer, Designer de Moda, Empresária, Ativista pelo Fashion Revolution, Articulista e praticante do Upcycling por sua marca de roupas @bymyhandsfashion.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *