Fashion Law

Quando a realidade vira “Lei”: França restringe uso do Photoshop

No último dia 01 (primeiro) de Outubro entrou em vigor na França a Lei que determina a indicação do uso de Photoshop em campanhas publicitárias ou fotos com intuito comercial.
As propagandas que alterarem os corpos das modelos utilizadas deverão indicar através de uma tarja escrita “foto retocada” que a imagem não é 100% natural, e quem descumprir tal exigência da Lei estará sujeito a multa.

jenny-marvin-447822

Tal medida visa trazer mais transparência e veracidade ao consumidor que tantas vezes é submetido a acreditar em um ideal de beleza inalcançável mostrado em diversas revistas e campanhas, afetando diretamente a autoestima e muitas vezes contribuindo para distúrbios emocionais e alimentares.

Em uma era de marketing de experiência não basta apenas mostrar a realidade interna de uma marca para fidelizar os clientes e público-alvo.
É preciso muito mais que isso… E chama-se empatia.
Essa palavra no contexto apresentado não envolve somente a ajuda de Leis, mas também a veracidade das informações passadas, conectando-se de fato com pessoas reais que são as que irão sustentar a marca economicamente.

girl-in-white-dress-2571411_1920

Quando se fala em mencionar o uso de photoshop nas campanhas não se pode confundir e/ou restringir em fantasias ou efeitos especiais.
Sabe aquele celulite, olheira ou mancha da modelo? Pois é, são pontos que normalmente são retocados e na França agora é Lei que sejam informados.
Israel trabalha com essa transparência desde o ano de 2013, e será que isso pode virar exigência também no Brasil? Qual seria a reação dos anunciantes?
Fica a chamada para reflexão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *