Fashion Business

Saiba alguns motivos para evitar o nome pessoal em uma Marca

Todos aqueles que possuem um empreendimento em mente ou em andamento já passaram ou irão passar pelo processo de “naming“.
Você sabe o que é isso?
Nada mais é do que a escolha do nome de um produto ou serviço que será ofertado no mercado (como se fosse a escolha do nome de um filho), algo realmente especial e que deve ser muito bem pensado.

chuttersnap-413007

Além de oferecer algo diferenciado e inovador em meio a tanta concorrência (principalmente no setor fashion) é necessário que o nome da marca seja capaz de conquistar clientes e potencializar o seu negócio.
E como fazer isso de maneira assertiva?

kaizen-nguy-n-379518

Primeiramente você deve se conhecer o bastante para traçar inspirações e coisas que definam o seu “Eu” que será refletido na marca, principalmente no nome.
Criar paineis de inspirações é extremamente esclarecedor, já que poderá completá-lo com letras de músicas, lugares que deseja viajar, moda, referências arquitetônicas ou qualquer outra coisa que ajudará na identificação de quem você é.
A partir daí fica mais fácil definir e direcionar o objetivo da marca e qual será a sua identidade (nominativa e figurativa).

rawpixel-com-268378

Conecte-se consigo mesmo e não tenha pressa, permita-se “viajar” na sua própria mente e explorar todas as ideias possíveis para que no final você encontre algo realmente especial que irá impactar o seu cliente final.
Não se esqueça que o nome da marca não pode ser muito longo e também não deve ser parecido com o dos seus concorrentes, já que o objetivo é fazer com que os consumidores lembrem-se dela como algo único.
Exemplos: Chanel, Dior, Farm, Nike, Adidas, Levi’s, Lacoste, Apple, são marcas cujos nomes curtos permitem fácil memorização e associação aos seus produtos característicos.

fabian-grohs-396734

Associar também a marca ao nome pessoal é sempre um risco, tendo em vista que um negócio está sujeito a diversas variações e dependendo destas pode ser que seu nome fique para sempre vinculado a uma ideia, escândalo ou situação que pudesse ser esquecida, mas não é por levar a sua “carteira de identidade”.

rawpixel-com-303965

Outro ponto a ser observado são as escolhas de nomes que levam línguas estrangeiras.
Não há problema algum em escolher palavras em inglês por exemplo, desde que você saiba que as pessoas conseguirão pronunciá-las corretamente e são de fácil identificação em nosso vocabulário usual .
Ou se você optar pelo neologismo é importante trabalhar a mesma questão, se será algo de fácil pronúncia, memorização e curto.

stil-354979

Comece com uma folha em branco e não tenha pressa, não é à toa que a proteção de uma marca é renovada de 10 em 10 anos por tempo indeterminado (se assim o proprietário desta o fizer)…
Ela deve ser especial e atemporal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *